close
    search Buscar

    O Google+ acabou: viva o Currents

    Quem sou
    Judit Llordes
    @juditllordes

    Comentários sobre o item:

    aviso de conteúdo

    Ainda outro, desta vez definitivo adeus ao Google+: hoje os aplicativos móveis da rede social foram substituídos na Play Store e App Store pelos de Correntes, nova encarnação da plataforma voltada exclusivamente para o ambiente corporativo.

    O último adeus ao Google+: aqui está o Currents

    A mudança é agora mais de um ano após o encerramento da versão do consumidor do G +, rede social nunca foi realmente capaz de competir em termos de igualdade com os concorrentes Facebook e Twitter, apesar dos esforços feitos ao longo do tempo pelo grupo Mountain View. Seu herdeiro de negócios é projetado de forma a enfatizar as interações entre colegas e parceiros no contexto profissional com um fluxo de conteúdo a ser ordenado à vontade em ordem cronológica ou por relevância. Ferramentas de compartilhamento de links, imagens, textos, enquetes e arquivos do armazenamento em nuvem do Drive não faltam.





    Estes são o características oferecido pelo Currents, acessível apenas por quem possui uma conta série G.

    • Compartilhe ideias e documentos e tenha conversas relevantes com seus colegas sem inundar sua caixa de entrada;
    • veja o conteúdo mais importante primeiro, com a capacidade de classificar o stream da sua casa por tempo ou relevância;
    • mantenha contato com colegas que pensam como você e encontre comunidades que correspondam aos seus interesses;
    • siga as tags nos diferentes tópicos. Descubra o que está acontecendo em outros departamentos e em toda a sua organização com tags nos tópicos de tendência;
    • graças aos postos de gerenciamento em destaque, você sempre estará no topo dos aspectos importantes em toda a organização;
    • use a pesquisa avançada do Google para encontrar tópicos e conversas de seu interesse;
    • O Currents está disponível apenas para clientes do G Suite. Para saber mais, fale com seu administrador de TI do G Suite.

    Este não é o primeiro produto do Google com este nome: em 2011, bigG lançou uma espécie de revista na forma de um aplicativo chamado Currents, trazido para a Itália alguns meses depois e posteriormente incorporado à plataforma atual. Notícias.



    Fonte: Play Store O Google+ acabou: viva o Currents
    Áudio vídeo O Google+ acabou: viva o Currents
    Adicione um comentário a partir de O Google+ acabou: viva o Currents
    Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.